Ofitexto Talk

Diante do sucesso dos webinars gratuitos oferecidos pela Oficina de Textos desde 2014 e do amadurecimento dos Cursos Autorais Ofitexto em 2016, estamos lançando uma nova modalidade de Ofitexto Talk.

Trata-se de uma palestra on-line de 2h ao vivo em que o autor-consultor instrui os participantes com conteúdos teóricos e práticos especializados e troca conhecimentos numa rica sessão de perguntas e respostas ao final.

A proposta é que nosso público possa ter acesso a grandes especialistas em suas áreas de atuação por um valor de investimento acessível. Dessa forma, todos podem compartilhar seu conhecimento de qualquer lugar do mundo com acesso à Internet, em tempo real, contribuindo com a difusão e consolidação do conhecimento técnico-científico brasileiro.

Quer mais informações sobre as palestras da Ofitexto Talk?

Então, deixe aqui seu nome, e-mail e temas de interesse para enviarmos todas as novidades das palestras on-line da Ofitexto Talk.
    Receba informações de inscrições e outros detalhes das palestras on-line selecionadas. *os títulos das palestras são provisórios e podem sofrer alterações até o evento.

 

A palestra abordará o contexto atual da produção comercial de sementes e mudas de espécies florestais nativas, associando as demandas de mercado às mudanças recentes na legislação, e as técnicas e infraestrutura necessárias para a produção de diferentes grupos de espécies nativas, visando viabilizar tecnicamente a produção de uma elevada diversidade de espécies.

Público-alvo

Este Talk é destinado a estudantes de graduação e profissionais que atuam ou tenham interesse na produção de sementes e mudas de espécies florestais nativas.

Pré-requisito

Para aproveitamento da palestra, sugere-se a vinculação a algum curso de graduação voltado à produção vegetal ou proteção ambiental, ou atuação profissional na área de produção de sementes e mudas de espécies florestais nativas.

Sobre o palestrante

Pedro Henrique Santin Brancalion é professor de Silvicultura de Espécies Nativas do Departamento de Ciências Florestais da ESALQ-USP, onde coordena o Laboratório de Silvicultura Tropical (esalqlastrop.com.br). Soma mais de 80 artigos científicos sobre a temática da restauração florestal e ecologia de florestas tropicais, além de 21 capítulos e 7 livros publicados. É bolsista de produtividade em pesquisa do CNPq, editor associado dos periódicos Restoration Ecology e Perspectives in Ecology and Conservation, membro do Intergovernmental Platform on Biodiversity and Ecossistem Services da ONU, da Plataforma Brasileira de Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos, do grupo técnico-científico do Pacto pela Restauração da Mata Atlântica e do grupo de trabalho que desenvolveu o Plano Nacional de Recuperação da Vegetação Nativa. Tem buscado integrar pesquisa, prática e políticas públicas como um tripé para sustentar a restauração ecológica em larga escala para melhorar o bem-estar das populações humanas e a conservação biológica em paisagens transformadas pelo homem, tentando transformar a restauração florestal em uma atividade economicamente viável de uso do solo.

Investimento: R$ 49,00


Problemas cartográficos e sua solução
com Paulo Menezes

3 de agosto (quinta-feira), das 14h30 às 16h30 (horário de Brasília)

Sobre o palestrante

Graduação em Engenharia de Geodésia e Topografia pelo Instituto Militar de Engenharia (1977), graduação em Engenharia pela Academia Militar das Agulhas Negras (1969), mestrado em Sistemas e Computação pelo Instituto Militar de Engenharia (1987) e doutorado em Geografia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2000). Atualmente é professor associado da Universidade Federal do Rio de Janeiro, onde é o coordenador do GeoCart – Laboratório de Cartografia, do Dep. de Geografia. Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em Cartografia Básica, Cálculo de Ajustamento e Geodésia, atuando principalmente nas seguintes áreas: cartografia, sensoriamento remoto, geoprocessamento, cartografia digital, cartografia histórica e nomes geográficos (topônimos). Atuou como Vice Presidente da Associação Cartográfica Internacional (ICA/ACI), no período de 2011-2015 dentro do Comitê Executivo da Associação. Atualmente é o Chair da Commissão Conjuta ICA/UGI em Toponímia.

Investimento: R$ 49,00


Na palestra “Acidentes em Barragens” serão apresentados acidentes e rupturas de barragens e análise de suas causas prováveis.

Público-alvo

A palestra “Acidentes em Barragens” é destinada a todos os “barrageiros”, aos profissionais e estudantes das áreas de Engenharia Civil, Geologia de Engenharia, Engenharia Ambiental  e aos interessados em aprender com os acidentes em barragens.

Sobre o palestrante

Engenheiro civil, mestre pelo Massachussets Institute of Technology e doutor pela Escola Politécnica da USP, onde leciona desde 1961. Sua atuação junto a projetos e construção de barragens deu-se principalmente como consultor, o que lhe permitiu acesso a mais de cem projetos e obras. Publicou dois livros pela Oficina de Textos e um grande número de artigos técnicos em revistas, seminários e congressos, no Brasil e no Exterior.

Investimento: R$ 49,00


Resíduos de construção civil: oportunidades e desafios
com André Nagalli

25 de agosto (sexta-feira), das 14h30 às 16h30 (horário de Brasília)

Esta palestra apresenta um panorama geral do processo de gestão e gerenciamento dos resíduos de construção civil, identificando as dificuldades administrativas e técnicas no setor.

Público-alvo

O conteúdo deste Talk é destinado a engenheiros, arquitetos, gestores municipais e técnicos do setor.

Sobre o palestrante

Engenheiro civil (2003), mestre em Engenharia de Recursos hídricos e Ambiental (2005) e doutor em Geologia (2010) pela UFPR. Bacharel em Direito (2017) pela Universidade Tuiuti, do Paraná. Atua como consultor e professor junto à UTFPR nos cursos de graduação e pós-graduação em Engenharia Civil. Tem experiência nas áreas de Engenharia Civil e Ambiental, atuando com gerenciamento de resíduos da construção civil, controle ambiental de obras viárias, gestão e educação ambiental. Autor do livro Gerenciamento de resíduos sólidos na construção civil, publicado pela Oficina de Textos.

Investimento: R$ 49,00


Licenciamento ambiental municipal
com Marta Godoy

14 de setembro (quinta-feira), das 14h30 às 16h30 (horário de Brasília)

Sobre o palestrante

Possui graduação em Geografia pela Universidade de São Paulo (1986) e mestrado em Saúde Pública/Área Saúde Ambiental pela Universidade de São Paulo (2001). É consultora ambiental na Prime Engenharia e diretora da Geoconsult Ambiental. Tem experiência na área de Planejamento Ambiental e de Recursos Hídricos, e Licenciamento e Gestão Ambiental.

Investimento: R$ 49,00


Calibração de sensores orbitais
com Flávio Ponzoni

21 de setembro (quinta-feira), das 14h30 às 16h30 (horário de Brasília)

Sobre o palestrante

Flávio Jorge Ponzoni é engenheiro florestal com mestrado e doutorado em Ciências Florestais e pós-doutorado em Calibração Absoluta de Sensores Orbitais. Atua como pesquisador titular III na Divisão de Sensoriamento Remoto do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Coautor dos livros Calibração de sensores orbitais e Sensoriamento remoto da vegetação, publicados pela Oficina de Textos.

Investimento: R$ 49,00


Como fazer avançar a Agricultura de Precisão no Brasil
com José Paulo Molin

28 de setembro (quinta-feira), das 14h30 às 16h30 (horário de Brasília)

A Agricultura de Precisão (AP) que atua na variabilidade espacial das lavouras já é praticada comercialmente no Brasil há aproximadamente 15 anos. Novos conhecimentos surgiram, permitindo a adoção de novas estratégias. A palestra “Como fazer avançar a Agricultura de Precisão no Brasil” abordará uma breve visão de indicadores numéricos, recentemente publicados e focaremos nos conceitos para inovar e avançar nas práticas e serviços de AP.

Público-alvo

A palestra “Como fazer avançar a Agricultura de Precisão no Brasil” é destinada a acadêmicos de Ciências Agrárias em geral, consultores agronômicos, agricultores, empresas e ou usuários de técnicas em Agricultura de Precisão.

Sobre o palestrante

José Paulo Molin é Engenheiro Agrícola, PhD, Professor no Departamento de Engenharia de Biossistemas da USP/Esalq, em Piracicaba, SP. Atua no ensino, pesquisa e extensão, na interface entre a área de Máquinas e Implementos Agrícolas e a Agricultura de Precisão e atualmente preside a Comissão Brasileira de Agricultura de Precisão do Ministério da Agricultura.

Investimento: R$ 49,00


Piscinões na contenção de cheias (lições aprendidas em 25 anos de prática)
com Aluísio Canholi

19 de outubro (quinta-feira), das 14h30 às 16h30 (horário de Brasília)

Sobre o palestrante

Possui graduação em Engenharia Civil pela Universidade de São Paulo (1976), mestrado em Engenharia Civil (Hidráulica pela Universidade de São Paulo/1984) e doutorado em Engenharia Civil (1995). Atua principalmente nos temas sobre drenagem urbana.

Investimento: R$ 49,00


Atualização sobre as mudanças climáticas
com Maria Assunção F. Dias

26 de outubro (quinta-feira), das 14h30 às 16h30 (horário de Brasília)

Sobre o palestrante

Possui graduação em Matemática Aplicada pela Universidade de São Paulo (1974), mestrado e doutorado em Atmospheric Sciences pelo Colorado State University (1979). Atualmente é membro do conselho World Climate Research Program Modeling Advisory Council pesquisadora do ileaps (International Geosphere Atmosphere Program), pesquisadora no Experimento de Grande Escala da Atmosfera Biosfera na Amazônia, fellow na American Meteorological Society, membro da Academia Brasileira de Ciências e professora titular da Universidade de São Paulo. Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em Meteorologia, atuando principalmente nos temas sobre Amazônia, chuva, precipitação e tempestades.

Investimento: R$ 49,00


Morar em apartamento (qualidade ambiental da habitação)
com Simone Villa

23 de novembro (quinta-feira), das 14h30 às 16h30 (horário de Brasília)

Sobre o palestrante

Graduada em Arquitetura e Urbanismo pelo Centro Universitário Moura Lacerda; mestre em Arquitetura e Urbanismo, Tecnologia do Ambiente Construído pela EESC da Universidade de São Paulo; doutora pela FAU/USP na subárea Tecnologia da Arquitetura. É professora da Universidade Federal de Uberlândia (UFU/MG), Faculdade de Arquitetura, Urbanismo e Design (FAueD); coordenadora do Núcleo de Pesquisa em Projeto de Arquitetura da universidade Federal de Uberlândia (UFU/MG); coordenadora do [MORA]: Pesquisa em Habitação; tem experiência na área de Arquitetura e Urbanismo, com ênfase em Projeto de Edificações, atuando principalmente nos seguintes temas: Habitação Unifamiliar e Plurifamiliar (Apartamentos), Avaliação Pós-Ocupação dos Edifícios, Habitação de Interesse Social (HIS) e estudos de viabilidade de projetos para o mercado imobiliário habitacional.

Investimento: R$ 49,00


Quando se faz contenção de colúvios
com Willy Lacerda

14 de dezembro (quinta-feira), das 14h30 às 16h30 (horário de Brasília)

Sobre o palestrante

Possui graduação em Engenharia Civil pela Escola Nacional de Engenharia da Universidade Do Brasil (1958) e mestrado e doutorado em Geotechnical Engineering pela Universidade da California (1976). Participou da fundação do Instituto de Geotécnica da cidade do Rio de Janeiro em 1966. Como Professor da COPPE, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, orientou mais de 50 dissertações de Mestrado e 18 de Doutorado. Tem mais de 150 artigos publicados em revistas indexadas e Anais de Congressos. Atualmente é professor colaborador da COPPE – Universidade Federal do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de Engenharia Civil, com ênfase em Estabilidade de Taludes, atuando principalmente nos seguintes temas: aterros sobre argila mole, barragens de terra, escorregamentos de terra, estabilidade de taludes, solos colapsíveis, mecânica dos solos e solos tropicais. Foi Presidente (1996-2000) da ABMS (Associação Brasileira de Mecânica dos Solos e Engenharia Geotécnica), e atualmente é Sócio Emérito e membro permanente do conselho diretor. Foi Presidente do JTC1- Joint Technical Committee on Landslides and Engineered Slopes, das 3 sociedades Internacionais: ISSMGE, ISRM, IAEG no período 2006 a 2010, hoje ocupando o lugar de Core member. Recebeu o título de Professor Emérito da UFRJ e foi eleito para a ANE -(Academia Nacional de Engenharia) em 2012. É coordenador do INCT (Instituto Geotécnico de Reabilitação de Encostas e Planícies-REAGEO).

Investimento: R$ 49,00


 Palestras já realizadas

A informação espacial é útil para a identificação e mapeamento das áreas de riscos, identificar cenários de risco, avaliação dos danos, auxiliar de forma decisiva nas operações de busca e resgate, nas ações de recuperação, nas ações preventivas tais como uso adequado dos recursos naturais, planejamento urbano e rural, monitoramento de bacias hidrográficas, mapeamentos de uso e cobertura do solo, apoiar a implantação de políticas públicas de prevenção, entre outras. O objetivo deste webinar é apresentar as informações espaciais que estão disponíveis e como elas podem ser utilizadas nas ações referentes aos cinco macroprocessos de gestão de riscos de desastres.

Público-alvo
O webinar “Informação espacial para a Gestão de Riscos de Desastres” é destinado a todos que trabalham na prevenção de desastres naturais e interessados no tema, especialmente agentes de Defesa Civil, que buscam entender como as imagens de satélite podem ser utilizadas em emergências e, inclusive, de que forma podem solicitar apoio de profissionais especializados em sensoriamento remoto.

Sobre a palestrante
Pesquisadora aposentada do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), sócia-consultora da GS Engenharia Ltda., consultora-editora para América Latina da Geospatial Media & Communication e criadora e responsável pelo Núcleo de Pesquisa e Aplicação de Geotecnologias em Desastres Naturais e Eventos Extremos para a Região e Mercosul (Geodesastres-Sul) do Centro Regional Sul (CRS) do Inpe no período de 2007 a 2013. Graduada em Geografia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS), mestre em Sensoriamento Remoto pelo Inpe e doutora em Geografia pela Universidade de São Paulo (USP).


No webinar “Geomorfologia na recuperação de áreas degradadas “, o autor-consultor Antonio Guerra demonstrará a importância dos conhecimentos geomorfológicos no diagnóstico dos danos ambientais em áreas urbanas e rurais. A partir desse diagnóstico, ele apresentará como utilizar técnicas de Bioengenharia para recuperar essas áreas degradadas. O estudo geomorfológico dessas áreas pode ser de grande importância no prognóstico da degradação dos solos e, consequentemente, contribui para evitar que esses danos venham a ocorrer.

Público-alvo
O webinar “Geomorfologia na recuperação de áreas degradadas ” é destinado a geógrafos, geólogos, engenheiros civis, engenheiros agrônomos, florestais e ambientais, arquitetos e urbanistas, biólogos, ecólogos e todos aqueles interessados por controle ambiental.

Sobre o palestrante
Antonio José Teixeira Guerra é PhD em Geografia pela Universidade de Londres, com pós-doutorado em Erosão dos Solos pela Universidade de Oxford e pela Universidade de Wolverhampton (Inglaterra), pesquisador 1A do CNPq e professor titular do Departamento de Geografia da UFRJ. Autor de mais de 100 artigos científicos em periódicos nacionais e internacionais e autor/organizador de mais de 20 livros nacionais, na área ambiental, sendo dois deles pela Oficina de Textos.



Com o webinar “Investigação de áreas contaminadas por métodos geofísicos”, o autor-consultor Antonio Celso de Oliveira Braga visa fornecer subsídios na escolha das metodologias geofísicas em estudos envolvendo a contaminação das águas subterrâneas, considerando a resolução, custos e prazos. Especificamente abordará os seguintes temas:

– Águas subterrâneas:

• Características hidrogeológicas da geologia em subsuperfície
• Fontes e indicações da contaminação das águas subterrâneas

– Geofísica aplicada:

• Metodologia geoelétrica nas investigações em ambientes do meio geológico contaminados – Método da eletrorresistividade
• Identificação e delimitação de plumas de contaminação e a resposta da resistividade dos materiais geológicos frente a diversos tipos de contaminantes
• Estimativa da vulnerabilidade natural de aquíferos – Metodologia proposta

– Casos históricos

Público-alvo
O webinar “Investigação de áreas contaminadas por métodos geofísicos” é destinado a alunos de graduação e pós-graduação das áreas de Geociências, Engenharias e Ciências Ambientais, e também a profissionais atuantes nas áreas ambientais e da Geofísica Aplicada de um modo geral.

Sobre o palestrante
Geólogo formado pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), doutor em Geociências e Meio Ambiente e livre-docente pela Unesp Rio Claro. Trabalhou como geofísico no Instituto de São Paulo (IPT)/Agrupamento de Geofísica Aplicada em 1978 a 1995, com atuação em Geofísica Aplicada à Hidrogeologia, Geologia de Engenharia, Prospecção Mineral e Geologia Ambiental. Desde 1998 é docente do departamento de Geologia Aplicada (IGCE/Unesp Rio Claro) Atualmente é professor adjunto, com foco em Hidrologia e Geofísica aplicada à Hidrogeologia (Métodos Geoelétricos), e atua na graduação e na pós-graduação.

Investimento: R$ 49,00


Nesta palestra on-line, são apresentadas técnicas de materiais e de construção dos pavimentos e calçadas de concreto permeáveis conforme experimentos na USP.

Público-alvo
O webinar “Pavimentos de concreto permeáveis” é destinado a engenheiros de empresas de projeto, empresas fornecedoras de concreto e agregados, empreiteiras de pequeno a grande porte, engenheiros funcionários de prefeituras e demais interessados no tema.

Sobre o palestrante
José Tadeu Balbo é engenheiro civil e professor livre-docente da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, onde coordena o Laboratório de Mecânica de Pavimentos. Tem atuação internacional; é diretor da International Society for Concrete Pavements e professor visitante da Universidade de Minnesota.

Investimento: R$ 49,00


Rebaixamento do nível freático para escavações a seco é operação de construção das mais frequentes. No webinar “Impactos do rebaixamento de níveis freáticos (estudo de caso)”, serão abordados procedimentos de projetos, cuidados construtivos e também a apresentação de um estudo de caso inédito de perda de eficiência de rebaixamento profundo de nível freático devido à contaminação dos filtros e das bombas submersas por ferrobactérias.

Público-alvo

Este Talk é destinado alunos e profissionais das áreas de Engenharia Civil, Engenharia Geotécnica, Geologia e demais interessados neste tema.

Sobre o palestrante
Urbano Rodriguez Alonso iniciou sua carreira profissional em 1967, no departamento técnico da Franki, no Rio de Janeiro, onde participou de vários projetos de execução de fundações e infraestrutura. Nessa ocasião, colaborou no projeto de rebaixamento para a escavação da casa de força da barragem do rio Curuá-Una, uma das maiores obras de rebaixamento da época. Foi professor da Escola de Engenharia da Universidade Mackenzie, nas disciplinas de Mecânica dos Solos e Fundações, durante 15 anos e da Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP), na disciplina de Fundações, durante 17 anos. É autor dos livros Exercícios de fundações, Dimensionamento de fundações profundas e previsão, Controle das fundações e Rebaixamento temporário de aquíferos, além de coautor da obra Fundações – teoria e prática. Atualmente, é consultor de geotecnia e fundações.

Investimento: R$ 49,00